Retinite Pigmentosa

A retinite pigmentosa é um distúrbio hereditário raro no qual a retina degenera de modo lento e progressivo, levando finalmente à cegueira. Algumas formas de retinite pigmentosa são dominantes, necessitando de apenas um gene de qualquer um dos pais. Outras formas estão ligadas ao cromossomo X, necessitando de apenas um gene da mãe.

Causas

As células sensíveis à luz (bastonetes) da retina, responsáveis pela visão em condições de pouca iluminação, degeneram gradualmente, de modo que a visão piora no escuro.

Os primeiros sintomas frequentemente manifestam-se no início da infância. Com o passar do tempo, ocorre uma perda progressiva da visão periférica. Nos estágios mais avançados, o indivíduo apresenta uma pequena área central de visão e pouca visão periférica remanescente (visão em forma de tubo).

Tratamento

Ao examinar a retina com o auxílio de um oftalmoscópio, o médico observa alterações específicas que sugerem o diagnóstico. Vários exames podem ajudar o médico a estabelecer o diagnóstico e o exame de familiares pode estabelecer a modalidade da herança. Não existe um tratamento que retarde a progressão da lesão da retina.

Importante:

Todas as informações contidas nesse site tem carácter informativo e educacional. Nenhuma providência deverá ser tomada sem consultar o seu oftalmologista, pois somente ele está habilitado para praticar o ato médico, conforme recomendação do Conselho Federal de Medicina.