A

Catarata

voltar para o topo da página

É a opacificação do cristalino Esta perda da transparência vai dificultando a luz chegar à retina e a visão vai diminuindo. O tratamento é cirúrgico: aspiração de parte do conteúdo do cristalino e o implante, em seu lugar, de uma lente intra-ocular.

Ciclodesvios

voltar para o topo da página

O mesmo que desvios torcionais

Cirurgia Refrativa

voltar para o topo da página

Operações destinadas a corrigir as anomalias de refração: miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia

Conjuntiva

voltar para o topo da página

Membrana que reveste:
a esclera = porção bulbar
as pálpebras = porção tarsal

Cor dos Olhos

voltar para o topo da página

É dada pela íris – tem "olhos azuis" quem tem a íris de cor azul

Córnea

voltar para o topo da página

Parte anterior da camada mais externa das túnicas que revestem e dão a forma quase esférica do olho. Em condições normais, deve ser transparente, para que luz, que atinge o olho, possa entrar. Também funciona como um meio óptico, por fazerem os raios luminosos serem refratados, de modo que o foco se faça, idealmente, no plano da retina. Por isto, grande parte da chamada cirurgia refrativa se faz ao nível da córnea, tentando modificar sua curvatura.

Coróide

voltar para o topo da página

Segunda porção da úvea, limitada à frente, pelo corpo ciliar. Situada entre a esclera e a retina é responsável, em grande parte, pela nutrição desta, pela sua rica circulação.

Corpo Ciliar

voltar para o topo da página

Porção intermediária da úvea, atrás da íris, adiante da coróide. É responsável pela formação do humor aquoso, importante para a nutrição do segmento anterior e regulador da pressão intra-ocular. Além disto, tem o músculo ciliar, que ao se contrair, relaxa a tensão das fibras da zônula e possibilita a acomodação

Correção Óptica

voltar para o topo da página

Recursos – óculos, lentes de contato e/ou lentes intra-oculares – que utilizamos para compensar as anomalias de refração, permitindo a visão nítida e confortável.

Cover Test

voltar para o topo da página

O mesmo que teste de cobertura: quando se cobre um dos olhos, se ele tem tendência a se desviar, entra em desvio, atrás da cobertura,. Quando o descobrimos, ou ele aparece desviado e assim fica, ou se move para a posição correta, recuperando o alinhamento. Com este teste, podemos descobrir desvios que habitualmente ficam latentes. Tem ainda outras aplicações e permite identificar outros diversos tipos de estrabismos.

Cristalino

voltar para o topo da página

O mesmo que lente. Esta sinonímia gera ambigüidade. Ele é a lente natural do olho. Pelo seu formato e pela função de contribuir para a focalização na retina, faz jus ao nome, apesar de possível dúvida. Quando se opacifica é a catarata.