Central de atendimento: (13) 2104-5000 | Chat

Londrina consegue zerar fila de transplante de córnea

Recentemente, a cidade de Londrina se transformou em um bom exemplo que pode e deve ser seguido pelas demais cidades do Brasil. O Hospital Universitário da região reduziu o número de espera por um transplante de córnea e hoje um paciente que der entrada no Sistema Nacional de Transplantes (SNT) espera apenas cerca de 15 dias.

A conquista nos faz refletir sobre a importância da doação de órgãos no Brasil. Atualmente, o processo para ser um doador de córnea é bastante fácil, basta deixar a família orientada de sua vontade e ter entre três e 70 anos. O receptor precisa estar cadastrado no SNT e quem deve fazer este cadastro é o médico.

Em todo o Paraná, a lista para transplantes de córneas está praticamente zerada. Com a situação tranquila, outros estados já estão se beneficiando com os tecidos captados em Londrina e região, como o Ceará, Goiás e Piauí, de acordo com informações da rádio CBN.

Seja um doador!